segunda-feira, 26 de junho de 2017

Grupo de monitores 2017/ 1 da disciplina de Patologia Geral Médica e do Projeto PATONLINE estuda, revisa e compartilha conhecimentos relativos aos avanços na área da Pato-Onco- Genética: 



IMPORTÂNCIA ATUAL DA MUTAÇÃO DO GENE “ALK” E DA HIPEREXPRESSÃO DO “EGFR”  E DA PROTEÍNA  PDL-1” NA ESCOLHA DA TERAPIA ANTINEOPLÁSICA MODERNA CONTRA O CÂNCER DE PULMÃO



O câncer de pulmão mata cerca de 1,6 milhão de pessoas por ano no mundo. É de difícil tratamento, tem frequentemente o diagnóstico tardio e sobrevida reduzida. Cerca de 5% dos cânceres de pulmão são de não pequenas células e tem alteração do gene ALK (Anaplastic lymphoma kinase- Receptor tirosino Kinase) que produz uma proteína anormal, fazendo com que as células tumorais cresçam e se disseminem. O Crizotinib bloqueia a proteína ALK anormal. Estudos mostraram que esta droga reduziu tumores ALK mutados em cerca de 50% a 60%, embora a maioria deles já tivesse sido submetido ao tratamento quimioterápico. O receptor do fator de crescimento epidérmico (EGFR) é uma proteína de superfície celular e tem relação com proliferação. As células do câncer de pulmão não pequenas células podem hiperexpressar EGFR, levando ao maior crescimento tumoral. Erlotinib, Gefitinibe e Afatinib - São drogas que bloqueiam o EGFR e por este motivo são utilizadas para câncer de pulmão avançado em pacientes com mutações ativadoras de EGFR. Cetuximab - É um anticorpo monoclonal que tem como alvo o EGFR. Outro medicamento é o Nivolumab que é um "inibidor de checkpoint", impedindo que as células cancerígenas "desliguem" o sistema imunológico, deixando-as vulneráveis ao ataque do sistema imunológico citotóxico do organismo. Alguns tumores podem produzir uma proteína chamada PD-L1 que desliga qualquer parte do sistema imunológico que tenta atacá-los. Estudos mostraram que pacientes com tumores com hiperexpressão de PD-L1 e uso de Nivolumab, tiveram aumento significativo da sobrevida (mais 19,4 meses). Porém, as consequências à longo prazo, da alteração do sistema imunológico, ainda precisam ser melhor esclarecidas.  Esses tratamentos tendem a ser onerosos representando um verdadeiro desafio aos sistemas de saúde. Objetivo: Estudar, revisar e propagar conhecimentos relativos importância da atual da determinação da mutação do gene ALK e da hiperexpressão do EGFR e de PDL-1 na escolha da terapia antineoplásica moderna contra o câncer de pulmão.


0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.